sábado, 4 de maio de 2013

Primeira

Apresentamos aqui um trabalho inicial sobre a corrupção desta política civil à brasileira. Inicial porque a listagem é constantemente renovada, como bem o sabemos, pelos integrantes desta malfadada politicagem compravadamente corrupta. São 513 deputados, que geram gastos individuais em torno de R$ 142 mil/mês, coletivamente de R$ 72.846 milhões/mês e R$ 874 milhões/ano. Durante os seus quatro anos de mandato dispenderão algo em torno de R$ 3.496.608 bilhões, isto arredondando e até onde sabemos. Há de se somar a isto as vultuosas somas que são desviadas, frutos da constante corrupção que é típica nesse meio. Segundo a Controladoria Geral da União - CGU, a cada R$ 100,00 roubados apenas R$ 1,00 é descoberto, a cada R$ 100,00 apenas R$ 0,07 são devolvidos aos cofres públicos. Segundo a Federação da Indústrias do Estado de São Paulo - FIESP, nos últimos dez anos foram desviados R$ 720 bilhões dos cofres públicos, o que implica pela mesma proporção que apenas R$ 7.200 bilhões foram descobertos e tão somente R$ 504 milhões foram devolvidos ao povo brasileiro.

É para isso que as campanhas insistem tanto para que votemos e elejamos algum entre tantos políticos corruptos? É esta a grande fiscalização prometida que o povo brasileiro faz em cima de seus representantes eleitos? Que fiscalizaçãozinha inútil e igualmente vagabunda, não é mesmo? Ao nosso ver, tamanha a corrupção, comprovada, que torna-se um risco para o país manter deputados federais. De fato, é dinheiro público jogado no lixo. Também, o retorno é ínfimo e poderia ser bem melhor empregado. Todos os estados da Federação já contam com os seus deputados estaduais que representam os seus municípios e pelos altos salários que igualmente recebem, poderiam representá-los, assim como a seus estados, na esfera federal, sem a necessidade de mais gastos inúteis.

Trabalhos semelhantes são encontrados publicamente pela internet afora, mas procuramos reunir aqui, em um só lugar, todo este vasto campo, fator complicador para pesquisas e a informação para o principal interessado, o cidadão brasileiro. Conforme já informamos este é apenas uma divulgação inicial de um trabalho que com toda a certeza e lamentavelmente, necessitará de constante atualização.

Igualmente, a imprensa brasileira não é confiável, pois se vende e consegue em torno de 80% de abatimentos em seus impostos de renda, além de todo o lucro que obtêm a partir de patrocinadores entre os quais não se tem conhecimento de quais são. Por isso, insiste tanto em divulgar toda essa bandalheira política, por isso insiste tanto em lavar as mentes citando "voto consciente" e que se tem de votar e eleger, por isso não divulga alguns atos contrários a tudo isso. Trata-se de fato de uma gentalha que só divulga o que é do interesse de seus patrocinadores e que no fundo pouco se importa com os malefícios que todos esses juntos provocam em nossa vidas. É preciso que se atente sempre para as "entrelinhas", nem tudo que nos parece a primeira passada de olhos significa o que realmente é!

Clique nas fotos ao lado para ser direcionado aos casos de corrupção ocorridos durante os mandatos de cada Presidente.

Conheça também:

Revista Veja - Acervo Digital

Nenhum comentário:

Postar um comentário